Blog

Por que o Brasil se tornou uma potência paralímpica?

24 de julho
Estamos apenas no primeiro dia de competições após a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Mas este sábado, 24 de julho, marca também uma importante contagem regressiva para o universo esportivo: estamos, oficialmente, a 30 dias do início dos Jogos Paralímpicos. O evento será disputado entre 24 de agosto e 5 de setembro.
 
O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) anunciou que 253 atletas estarão em Tóquio. Em toda a história, essa é a maior delegação convocada para uma edição dos Jogos fora do Brasil. Nossas cores estarão em 20 das 22 modalidades esportivas, com destaque para o atletismo (64 representantes e 18 atletas-guia). E nós temos tudo para fazer bonito! Afinal, somos uma potência paralímpica!
 
Desde o início da década de 2000, o país tem investido no paradesporto. A Lei Agnelo/Piva, em vigor desde 2001, por exemplo, prevê que 2,7% do total bruto arrecadado a partir da venda de bilhetes das Loterias Caixa, descontadas as premiações, seja destinado ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e ao CPB. A proporção deve ser de 62,96% e 37,04%, respectivamente.
 
Os recursos, repassados anualmente pelo CPB a diversas instituições esportivas, são essenciais para a manutenção de atividades Brasil afora. Desde o início dos investimentos, o país tem ganhado cada vez mais notoriedade e conquistado excelentes resultados nas Paralimpíadas. Confira: 
 
Sidney 2000 - 24ª colocação no quadro de medalhas, com 22 medalhas (6 de ouro, 10 de prata e 6 de bronze);
 
Atenas 2004 - 14ª colocação, com 33 (14 de ouro, 12 de prata e 7 de bronze);
 
Pequim 2008 - 9ª colocação, com 47 (16 de ouro, 14 de prata e 17 de bronze);
 
Londres 2012 - 7ª colocação, com 43 (21 de ouro, 14 de prata e 8 de bronze);
 
Rio 2016 - 8ª colocação, com 72 (14 de ouro, 29 de prata e 29 de bronze).
 
Em Tóquio, o objetivo do CPB é que o Brasil mantenha-se entre os 10 primeiros países do quadro de medalhas. Com a energia da nossa torcida nossos atletas certamente terão excelentes resultados!
 
Viu só como o esporte é um importante agente de inclusão e de respeito às diferenças? A prática esportiva faz bem para a saúde e é fundamental para o desenvolvimento de um país. Ou seja, investir no esporte é essencial!
 
Para saber mais sobre as Paralimpíadas de Tóquio, clique aqui e acesse o site oficial do evento.
Voltar

Parceiros