Blog

Como os exercícios físicos podem auxiliar pacientes com Alzheimer, fibromialgia e lúpus

08 de março
Garantir a qualidade de vida dos pacientes com fibromialgia, lúpus e mal de Alzheimer, por meio do diagnóstico precoce, é possível. Para isso, a comunidade científica tem se dedicado a estudar o perfil dos pacientes e o comportamento de cada uma dessas doenças no metabolismo. Esses quadros infelizmente são incuráveis, mas podem ter os exercícios físicos como aliados importantes a partir de possíveis diagnósticos. É o que você vai descobrir neste artigo!
 
A fibromialgia é caracterizada por dor muscular generalizada, que dura mais de três meses. Ou seja, é crônica. Os locais de dor do paciente não possuem inflamação, mas os incômodos são severos e, além de dores físicas, causam sofrimento mental. Por isso, é comum que os fibromiálgicos convivam com ansiedade, depressão e alterações de concentração, humor e sono. Estimativas apontam que 2,5% da população mundial têm a doença, principalmente mulheres entre 35 e 44 anos de idade.
 
O lúpus é autoimune. Ou seja, é uma condição causada por um “ataque” do próprio sistema imunológico contra o corpo. A inflamação é crônica e atinge diversos órgãos. Mulheres são mais acometidas que os homens (90% dos casos, segundo órgãos de saúde). De acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), os principais sintomas da doença incluem lesões na pele, dores nas articulações, inflamação das membranas que revestem o coração e os pulmões, inflamação nos rins, alterações psíquicas e alterações no sangue. A melhora no quadro só é possível a partir do diagnóstico precoce, o que garante melhores condições de vida aos pacientes. 
 
Neurodegenerativo, o Alzheimer provoca o deterioramento progressivo das funções cerebrais, sobretudo em homens e mulheres com mais de 65 anos. O esquecimento de informações básicas e a desorientação, por exemplo, podem ser os primeiros sinais. Após, o Alzheimer “rouba” mais da memória e afeta, além dela, o comportamento e o raciocínio. Assim, os doentes podem apresentar agressividade, delírios, depressão, perda de inibição, entre outros. A enfermidade é complexa e o diagnóstico tardio torna difícil a aplicação de meios que possibilitem qualidade de vida tanto ao paciente quanto aos seus cuidadores e familiares. 
 
Os exercícios físicos são capazes de atuar na prevenção e/ou na diminuição de complicações. Por isso, “mexer-se” é fundamental para conviver melhor com um possível diagnóstico. 
 
Se você foi diagnosticado com alguma dessas doenças ou conhece alguém que foi, confira as nossas dicas: 
 
• No caso da fibromialgia, é importante adotar pelo menos 15 minutos de exercícios físicos diários, com aumento gradual das atividades, mas dentro dos limites de cada indivíduo. Entre as atividades indicadas estão caminhadas, ciclismo, corridas leves, hidroginástica e natação. Além disso, o pilates pode ser uma excelente pedida, pois atua no equilíbrio, flexibilidade, postura e respiração. 
 
• Um estudo da Universidade de Brasília (UnB) comprovou que treinos musculares são capazes de diminuir os impactos do lúpus sobre o corpo humano. Os pacientes podem e devem fazer exercícios físicos, desde que devidamente liberados por seus médicos. Alongamento, caminhada, ciclismo, pilates e yoga são capazes de tonificar os músculos e diminuir, por exemplo, os riscos de agravamento de problemas nas articulações. 
 
• Os exercícios físicos são capazes de deter a progressão do Alzheimer. É o que comprova uma pesquisa coordenada por cientistas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Universidade de Columbia. O estudo destaca que quando o corpo se exercita, o tecido muscular libera o hormônio irisina em maiores quantidades. Ele entra no organismo e é capaz de melhorar a capacidade cognitiva. Logo, pode prevenir a perda de memória ligada à demência. Portanto, não dê espaço ao sedentarismo! Previna-se! Converse com o seu médico e veja quais exercícios são adequados para você.
 
Na Bohrer Sports, os exercícios físicos são indicados de acordo com o perfil do aluno. Profissionais capacitados acompanham você de perto! Entre e treine com a gente: (54) 3027.6057 (WhatsApp).  
Voltar

Parceiros